Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

30
Abr18

Então mas a Leonor tem um pai ou procriador?!

Por diversas vezes - mesmo antes de engravidar - vi e ouvi mulheres queixarem-se que os filhos ficavam sempre a cargo delas. É para mudar a fralda? A mãe muda. É para levar ao médico? A mãe leva. É para dar banho? A mãe dá. É para responder a alguma coisa? A mãe é que sabe. É para ajudar nas tarefas da escola? A mãe ajuda.

 

E de quem é a culpa que assim seja?, pensava eu.

 

A Leonor nasceu e, ainda estando eu na maternidade, o M começou a fazer parte da vida dela e das tarefas que isso acarretava. Sempre que estava na hora de trocar a fralda e o M estava presente, eu incentivava-o a trocar. Ela fazia xixi na roupinha e tinha que se trocada? "Força nisso, chega-te à frente!", dizia-lhe eu. E sempre foi - e será - assim. Ele até pode não saber tudo porque a herdeira passa mais tempo comigo mas eu faço questão que ele saiba tudo o que é possível.

 

Até ao dia em que ele foi com a herdeira fazer recados e eu vim para a loja:

- Então a menina? Está ai consigo? - perguntam-me as clientes

- Não, hoje está com o pai!

- Com o pai?!?! - perguntam quase horrorizadas

 

Até ao dia em que eu vou com a menina à médica de família para levar a vacina:

- Então como correu a consulta no pediatra?

- Correu bem. O pai é que foi com ela mas o Dr diz que ela está boa.

- Foi só o pai? A mãe não foi também?!

 

Até ao dia em que eu apareço sozinha na casa de um familiar:

- Vieste sozinha? A Leonor?

- A Leonor ficou com o pai.

- E deixaste-a sozinha com ele?!

 

 

Depois de a Leonor nascer fiquei com a nítida noção que as mães - as mesmas que se estão sempre a queixar - servem para tudo porque insistem que assim seja. As mulheres quase que se obrigam umas às outras - através de julgamentos - que assim seja. 

 

Por isso expliquem-me lá: afinal para que serve o pai?!

Desculpem-me a expressão mas o pai serve apenas para fazer o filho? Tipo dador de esperma ambulante?!

 

 

Eu tenho orgulho em dizer que a Leonor tem mais que uma procriador, tem um pai! 

20
Jan18

Isto há com cada um... #49

Entrou uma cliente na loja. A Sra até costuma vir cá algumas vezes mas sempre com a mesma conversa:

 

- Isto é tão giro para a minha filha. E é o tamanho dela! Mas não vale a pena levar, ela só quer é marcas, marcas!

- Está na idade das marcas?

- Eu sei lá! Posso levar-lhe uma peça daqui exactamente igual a uma peça que ela tenha visto numa loja de marca mas como não vai no saco da marca nem tem a etiqueta deles, nem sequer olha para ver se gosta.

- Pois, assim nem vale a pena. Gastar o dinheiro para ficar no armário já basta o que lá deve estar...

- Exacto! Juro-lhe, aquela rapariga dá-me mais trabalho agora com 16 anos do que me dava quando tinha um ano ou dois. Está mesmo numa fase de dar dores de cabeça, nem sei o que fazer com ela!

 

 

E eu pergunto-me: de quem é a culpa?  da filha que só quer vestir-se com roupas de marca ou da mãe que permitiu que isso tivesse acontecido? 

 

Bem sei que os tempos são outros no entanto quando eu tinha 16 anos já se vivia a "pressão" de andar vestida com roupa de marca - acho que todas passamos por isso com as coleguinhas de escola, não? - e não era por isso que a minha mãe ia gastar quase 50€ numas calças, por exemplo. Ou bem que vestia o que ela me podia comprar ou andava sempre com a mesma roupa!

Como ela dizia "Não é por vestires uma peça que não seja de marca que te vai cair um braçinho ou uma perninha!" E olhem bem para mim, aqui crescida e adulta. Não é que ela tinha razão? 

13
Set17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #57

Lembram-se da cliente da frase "eu não sou rica"? Pois. Hoje ela voltou. E adivinhem? Trazia mais umas peças que comprou em saldos para trocar  acho que ela anda a dar a volta toda ao guarda roupa para ver o que não usou da coleção anterior para trocar agora por peças da nova coleção  Enfim. Seja como for, está no direito dela. Tem etiqueta e está dentro do prazo. Apesar de me aborrecer, não me posso recusar.

 

Contudo, o problema desta visita prende-se mais com o filho dela...

 

O menino, 6/7 anos talvez, vinha pela mão da mãe mas vinha notoriamente contrariado. Normalmente quando assim é, logo que ele põe um pé na loja, corre em direção à rua. No entanto hoje decidiu andar a correr às voltas dentro da loja. A mãe lá de quando em vez gritava pelo nome dele - um grito que dava para ouvir do outro lado da rua - mas não fazia mais nada que isso. Apenas chamava por ele.

 

Às tantas o menino começou a ir à porta, voltava para dentro da loja e dava mais duas ou três corridas dentro da loja. Ia à porta da rua novamente, voltava para dentro e corria mais um bocadinho. Até que foi à porta da rua e lá ficou. A fazer xixi.

 

Meus amores, aquela criança estava a correr às voltas porque estava aflito para fazer xixi! E onde é que o foi fazer? Mesmo à porta da loja.

 

E o que é que a mãe fez? Olhou para ele e disse "tadinho. Estavas aflito para fazer xixi, filho? Faz ai, faz. Não há problema!"

 

Naquele momento não sei se fiquei com pena dele ou com vontade de ralhar com a mãe. Isto porque ele nunca disse nada, senão eu própria teria levado ele à nossa casa de banho da loja enquanto a mãe "chafurdava" todos os expositores de roupa. No entanto, por outro lado, colocando-me no lugar da mãe acho que não reagiria da mesma forma. "Faz ai não há problema?" Claro que há problema! Estamos a falar da via publica. - Sendo à porta da minha loja ou de qualquer outro sitio, é via publica! - Não é suposto sermos educados e civilizados? Não foi por isso que se inventaram as casas de banho? Se com 6/7 anos faz xixi assim em qualquer lado em plena luz do dia, o que fará quando for mais velhinho, se continuar a não ser educado corretamente? 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram