Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

15
Nov17

Isto há com cada um... #42

Duas irmãs entram. Pela conversa uma vinha à procura de um camiseiro branco e a outra vinha só a acompanhar. Assim que a irmã que vinha só acompanhar chega-se mais ao interior da loja fica logo de olho numa mochila que tínhamos na mesa de centro.

 

- Eu não posso olhar sequer para a minha conta! Eu tenho é que dar ouvidos ao meu filho, não posso sair contigo! Gasto sempre dinheiro...

- Não te disse para comprares nada. Eu é que venho à procura de um camiseiro.

- Nem posso olhar para a minha conta! Olha que ainda tenho que pagar os livros do miúdo!

 

Mas à medida que ia dizendo isso, pegou na mochila e olhou-a por todos os lados e encaminhou-se para o balcão, enquanto a irmã continuava apenas a ver camiseiros brancos.

 

- Olha para isto. Já vou gastar dinheiro... Porque é que eu vim contigo? Ai, Jesus, nem quero olhar para a minha conta!

 

A irmã agarra num camiseiro e vai para o provador sem sequer lhe responder.

 

- O meu filho é que tem razão! Nunca mais venho contigo. Ai a minha conta... É que ainda tenho que pagar os livros do miúdo!

- Achas que o camiseiro me fica bem? - Dizia a irmã continuando a ignorar os comentários.

- Não sei, nem fales mais para mim! A culpa é tua de eu estar a gastar dinheiro. Nem quero olhar para a minha conta agora...

- Fica bem, não fica menina? - perguntado a mim uma opinião - eu gosto! O tamanho está bom... É mesmo esta, nem vale a pena procurar mais!

- Ai que eu ainda tenho que pagar os livros do miúdo. Nem posso olhar para a minha conta! - continuava constantemente.

 

 

Ninguém merece! 

A rapariga vinha mesmo só à procura de um camiseiro branco. Nem foi daquelas clientes que estão constantemente a dizer "olha aqui. Olha tão giro. Não gostas?". Limitou-se a ver os camiseiros que nós tínhamos para ver qual gostava mais e apenas pediu uma opinião. 

Mas, pela conversa da irmã, parecia que ela lhe estava a impingir tudo o que via  não sei como é que se conseguiu controlar sem lhe responder alguma coisa 

25
Out17

Isto há com cada um... #36

- Sabe, gosto de vir aqui ter com a menina.

- Ainda bem. Obrigada 

- É que a menina não obriga a comprar nada...

- Oh, não. Não gosto que o façam comigo por isso não vou fazer com as minhas clientes!

- Pois. É que antes da menina vir para aqui eu e a minha filha costumávamos comprar numa loja dali - a apontar para a esquerda - e a mulher que lá estava a vender obrigava-nos a comprar as coisas que ela lá tinha.

- Obrigava?!

- Sim! Não nos largava enquanto não nos convencesse a comprar o que ela queria. Deixei lá muito dinheiro! E a minha filha também... Ainda lá tenho em casa peças que comprei a ela a anos. E têm etiqueta, veja bem! Não gostava daquilo mas ela não me deixava vir embora sem comprar...

 

 

Ora bem, sou só eu que acho isto a maior estupidez que alguma vez ouvi?  é que nem sei por onde começar a dissecar esta conversa...

Alguma vez alguém em algum momento me obrigaria a comprar o que quer que seja?! Se não quero sei muito bem dizer que não! Por mais persistente que a vendedora seja, nunca me iria à carteira tirar o dinheiro para pagar, de certeza. E mesmo que, eventualmente num dia de delírio ,a Sra me conseguisse impingir alguma coisa, seria uma primeira e única vez! Até porque a vendedora não me iria certamente buscar a rua e obrigar a entrar uma segunda vez na loja.

A ultima vez que confirmei ainda era eu que decidia onde e em quê é que gastava o meu dinheiro! 

03
Out17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #72

- Oh menina, gosto muito do colar de pérolas que tem na montra. Posso tirar?

- Pode, claro!

- E que brincos é que eu uso com isto?

- Um brinco mais discreto... Tem este que é uma pérola pequenina que fica junto à orelha ou tem este que fica mais pendurado mas continua a ser uma pérola mais discreta para não chocarem muito...

- É mesmo isso! Vai esse mais comprido e o colar!

- Com certeza.

- Ai menina! E estas calças que tem aqui. Tão bonitas!

- É, as pérolas esta coleção estão mesmo na moda.

- Tem o 40?

- Tenho sim.

- É isso mesmo! Hoje é dia de comprar um miminho para mim. Assim até fazem conjunto!

- Certo. Então assim tudo dá 27€ sff.

- 27? Acho que lhe vou ficar a dever 7€... Eu sei que tenho aqui 20€ mas já gastei mais de 220€ hoje nuns óculos para a miúda, acho que não fiquei com dinheiro suficiente... Também para o final da semana estou cá depois pago o resto, pode ser?

- Pode. Paga agora as calças e eu deixo o resto guardado.

- Ah, não posso levar já tudo? É que no fim de semana queria ir ver o Tony a Torres e assim ia já com o conjunto feito!

- Então mas o Tony é só no sábado, se vem cá no final desta semana ainda leva o conjunto a tempo.

 

Parece-me que o "para o final da semana" dela não era da mesma semana que eu 

24
Ago17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #45

Na sequencia do post de ontem, tenho a dizer que a saga continua.

 

A cliente voltou hoje. No saco trazia dois macacões e umas calças - dos saldos! - para trocar.

 

- Sabe, é que eu não sou rica! Ontem fui dar a volta ao armário e vi que tinha lá estas peças com etiqueta que nunca usei. Estas já posso trocar não é?

- Pode, se forem de saldos.

- Sim, são. Pelo menos têm o preço original riscado e outro por baixo.

- Então é porque são. Vamos ver...

 

E eram, claro 

 

Confesso que por mim ela até poderia ter trocado o guarda roupa todo. Está no direito dela, uma vez que as peças cumpriam os requisitos para troca. Agora a postura e a insinuação "não sou rica" é que me ferveu o sangue. Ainda assim, felizmente, mordi a língua para não lhe responder à letra.

 

Felizmente, porque no fim até fiquei com pena dela.

Com as três peças que ela trazia para trocar ficou com 30€ para utilizar. Poderia comprar qualquer coisa desde saldos, acessórios ou nova coleção. Ela optou por levar peças da nova coleção que, logicamente, não estavam aos mesmos preços. Então era vê-la a fazer uma grande ginástica para ver o que poderia levar dentro do valor disponível de forma a não ter que dar nem receber nada. Segundo ela, não tinha dinheiro com ela para poder pagar qualquer diferença que fosse. Ainda lhe disse que o multibanco estava a dois passos daqui da loja, caso precisasse de levantar, e ela respondeu-me "não, lá também não tenho".

 

O que me leva a pensar: valia a pena toda esta arrogância? No fundo ela consegue ser ainda mais pobre que eu. E não só financeiramente...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram