Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

01
Jul19

Isto há com cada um #125

Na sala da Leonor existe uma menina chamada Maria Leonor. Por causa disso, para distinguirem as meninas, a herdeira é chamada por Leonor e a outra menina é chamada por a Maria.

 

Na sexta-feira, quando fui buscar a herdeira à escolinha, estava lá a mãe da Maria Leonor para ir buscar a filha dela também. Uma vez que o dossier da sala delas ainda não estava na entrada para registarmos a saída e ver como tinha sido o dia das crianças, a mãe da Maria Leonor pediu à funcionária para perguntar à educadora como a menina tinha comido nesse dia:

 

Mãe da Maria: Oh Sandra, não está aqui o dossier da salinha deles. Pode perguntar à Mariana se a Leonor comeu bem?

Funcionária: Claro.

Eu: Oh Sandra, Já agora, se não se importar, pode perguntar da minha Leonor também sff?

Funcionária: Não há problema!

 

A funcionária vai embora e a mãe da Maria Leonor mete conversa comigo:

 

- É por causa da sua que a minha filha aqui é a Maria!

- Como?

- Sim. A sua filha é Leonor e a minha é Maria Leonor. Por isso, por causa da sua filha tratam a minha filha por Maria!

- Mas não é o nome dela? Maria?

- Sim mas em casa todos a tratam por Leonor e eu gosto. Aqui têm que a tratar por Maria porque a sua filha tem o mesmo nome que ela!

 

Felizmente a funcionária apareceu nesse instante com as meninas porque acho que esta conversa não iria correr bem!

Então ela é que escolhe o nome da filha e eu - ou a minha filha - é que somos culpadas?!  Se não queriam que chamassem a filha por Maria não lhe desse esse nome, ora! 

27
Jun19

Isto há com cada um #124

- Tem t-shirts todas pretas?

- T-shirt lisas já não tenho...

- É que o meu guarda-roupa mudou completamente de um dia para o outro e agora só procuro liso em preto.

-Pois... Lamento.

- Não ouviu falar?

- Não...

- Foi o meu marido que morreu no intermaché.

- Não sabia. Lamento.

- E não viu o papel na funerária?!

- Sabe que eu não conheço muitas gente cá e homens ainda menos, por isso acabo por não prestar muita atenção aos papeis.

- Não compreendo como é que não soube. Estas coisas falam-se!

 

 

Foi impressão minha ou a cliente estava ofendida por eu não ter conhecimento que o marido tinha falecido? Mesmo de eu já lhe ter dado os pesames duas vezes...! 

10
Mai19

Isto há com cada um #120

Estava na fila para ser atendida no banco e tinha a herdeira ao colo. O Sr imediatamente antes de mim mete conversa, talvez para tentar fazer o tempo passar mais depressa:

- Que idade tem?

- Quase 15 meses...

- É tão gira. Já anda?

- Sozinha ainda não mas se lhe dermos as mãos quase que corre...

- Com 15 meses ainda não anda sozinha? Apanhou algum susto?

- Que eu saiba não, só se foi na creche e não me disseram nada, que é pouco provável...

- Então está uma preguiçosa! 

(...)

- Olhe, se calhar ela quer mama!

- Desculpe?!

- Ela está a apertar a chucha e puxou a seu decote... Deve querer comer...

- Ela nunca mamou. Para além disso já comeu antes de vir para aqui! Isto é só manha para dormir porque está cheia de sono.

- Nunca mamou? Coitadinha...

 

Esperem lá! Um completo desconhecido acabou mesmo de me dizer tudo isto?!

Um completo desconhecido chamou a minha filha de preguiçosa só porque não anda sozinha na altura que ele acha que ela deveria fazer?

Um completo desconhecido acabou de insinuar que eu sou má mãe só porque ela nunca mamou?

 

Que mundo é este em que as pessoas acham que podem opinar sobre a vida e as decisões das outras pessoas?

Porque é que toda a gente acha que os dentes têm que aparecer aos 6 meses, que têm que começar a andar com 12 meses e que tem que se tirar a chucha e a fralda com 2 anos?!

 

Acho que nunca me vou conformar com isto! 

16
Abr19

Aqui me confesso #50

Hoje "tirei o dia para mim". Deixei a herdeira na escola e fui arranjar as unhas, tratar da cara e ainda fui ao cabeleireiro.

Já não me lembro a quantos anos não faço isto, se é que alguma vez fiz. Por isso hoje acordei para me mimar.

 

Assim que cheguei à loja para mostrar o resultado ao M, uma cliente entra atrás de mim, ouve a conversa que eu estava a ter com ele, e faz o seguinte comentário:

 

- A bebé está boa?

- Está sim.

- Ficou na escolinha?

- Tem que ser...

- Oh, pois! A criança na escola e a mãe na boa-vai-ela! Acha isso bem?!

 

Nem respondi. Fingi que não ouvi.

Porque é que - principalmente nós mulheres - temos necessidade de ser tão más umas para as outras? 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram