Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

10
Ago18

As crianças são mesmo o melhor do mundo!

Estava com a herdeira ao colo e passamos por uma menina com uns 5 anos:

 

- Tem uns olhos tão bonitos! Deve comer muuuuitas cenouras!

 

 

13
Set17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #57

Lembram-se da cliente da frase "eu não sou rica"? Pois. Hoje ela voltou. E adivinhem? Trazia mais umas peças que comprou em saldos para trocar  acho que ela anda a dar a volta toda ao guarda roupa para ver o que não usou da coleção anterior para trocar agora por peças da nova coleção  Enfim. Seja como for, está no direito dela. Tem etiqueta e está dentro do prazo. Apesar de me aborrecer, não me posso recusar.

 

Contudo, o problema desta visita prende-se mais com o filho dela...

 

O menino, 6/7 anos talvez, vinha pela mão da mãe mas vinha notoriamente contrariado. Normalmente quando assim é, logo que ele põe um pé na loja, corre em direção à rua. No entanto hoje decidiu andar a correr às voltas dentro da loja. A mãe lá de quando em vez gritava pelo nome dele - um grito que dava para ouvir do outro lado da rua - mas não fazia mais nada que isso. Apenas chamava por ele.

 

Às tantas o menino começou a ir à porta, voltava para dentro da loja e dava mais duas ou três corridas dentro da loja. Ia à porta da rua novamente, voltava para dentro e corria mais um bocadinho. Até que foi à porta da rua e lá ficou. A fazer xixi.

 

Meus amores, aquela criança estava a correr às voltas porque estava aflito para fazer xixi! E onde é que o foi fazer? Mesmo à porta da loja.

 

E o que é que a mãe fez? Olhou para ele e disse "tadinho. Estavas aflito para fazer xixi, filho? Faz ai, faz. Não há problema!"

 

Naquele momento não sei se fiquei com pena dele ou com vontade de ralhar com a mãe. Isto porque ele nunca disse nada, senão eu própria teria levado ele à nossa casa de banho da loja enquanto a mãe "chafurdava" todos os expositores de roupa. No entanto, por outro lado, colocando-me no lugar da mãe acho que não reagiria da mesma forma. "Faz ai não há problema?" Claro que há problema! Estamos a falar da via publica. - Sendo à porta da minha loja ou de qualquer outro sitio, é via publica! - Não é suposto sermos educados e civilizados? Não foi por isso que se inventaram as casas de banho? Se com 6/7 anos faz xixi assim em qualquer lado em plena luz do dia, o que fará quando for mais velhinho, se continuar a não ser educado corretamente? 

12
Set17

Perguntas dificeis

11-09-2017

 

Uma cliente entra com o filho de 5/6 anos. Ele trazia com ele um arco e flechas para brincar. No entanto, como típico rapaz, achava piada era atirar as flechas para todo o lado sem ter consciência se poderia estragar ou magoar alguém. Às tantas, a mãe já sem saber como o manter quieto, disse-lhe:

 

- Sabes, a Sra tem um bebé na barriga.

 

O menino teve uma reação impagável! Quase que parecia um emoji. Olhos muito abertos, sobrancelhas arqueadas e boca escancarada.

 

- Ai o que você lhe foi dizer. - disse eu para a mãe.
- Não se preocupe. Ele gosta muito de bebés.

 

Mas o menino não tirava aquela cara de espanto.

Até que ele abriu a boca e eu fiquei com pena de não se ter mantido como nos minutos anteriores.

 

- Como é que foi ai parar? - perguntou o menino.

 

Não contive o riso e olhei para a mãe. Não fosse ela já lhe ter contado alguma coisa e se eu lhe dissesse outra coisa qualquer - embora nem saiba bem o quê - pudesse baralha-lo.

 

- A mãe já te explicou como se fazem bebés. Não te lembras?

 

Nem perguntei o que ela lhe tinha dito mas depois fiquei com pena. É certo que a herdeira ainda nem sequer nasceu - coitadinha, ainda nem sequer a sinto na barriga e eu já penso na fase dos porquês - mas esta é uma das respostas para a qual eu não tenho uma resposta "bonita" mas verdadeira para lhe dar.

 

O que vocês disseram aos vossos? As histórias da cegonha ou da sementinha ainda são validas ou há formas melhores de abordar o assunto?

28
Ago17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #48

Uma cliente entra com o neto pela mão. O menino deveria ter uns 5 anos, talvez. Loiro de cabelo curtinho e com uns calções azul marinho e uma t-shirt do homem aranha vestido. Não havia margem para duvidas: ele era um menino. Mas mesmo que houvesse, o facto de a Sra estar sempre a dizer "não mexas ai Tomás" ajudaria logo a dissipa-las.

 

Nós, na montra - que não é fechada - temos uma espécie de degraus. No degrau mais baixo colocamos os adereços para a montra - manequim, expositores, etc - e no degrau mais acima deixamos livre para as pessoas que vêm a acompanhar poderem sentar-se ou para quem quer provar o calçado poder fazê-lo de forma confortável.

 

Quando as pessoas vêm com crianças rara é a vez que não as mandem ficar ali sentados quietinhos. O problema é mantê-los quietinhos com tanta coisa gira atrás deles para mexer. Eu estou sempre especialmente atenta para ver se eles não mexem na manequim porque ela é frágil e se cair é bem capaz de de estragar e magoar quem está por perto.

 

Como seria de esperar este menino também foi mandado sentar naquele degrau. Como seria de esperar, também ele quis mexer nas coisas da montra.

 

- Não toques ai querido. A menina cai e fazes dói-dói!

 

Quando disse a menina, falava obviamente da manequim. À muito que optei por dizer menina quando falo com crianças porque é mais fácil eles perceberam do que é que eu estou a falar e, ao mesmo tempo, acho que ficam com medo de magoar uma menina e param quietos. Grave é quando os adultos não percebem que estamos a falar sobre a manequim e não sobre a criança, como foi o caso desta cliente:

 

- Menina? Menina?! Não vê que é um rapaz? Olhe lá bem para ele, é um rapaz! Não vê?!

 

Nunca vi ninguém tão ofendido com uma coisa que nem era real. Ainda tentei explicar-lhe mas a cliente ficou tão furiosa que nem sequer me estava a dar ouvidos 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Agosto 2019

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram