Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

28
Ago17

O que eu gosto destas clientes...NOT! #48

Uma cliente entra com o neto pela mão. O menino deveria ter uns 5 anos, talvez. Loiro de cabelo curtinho e com uns calções azul marinho e uma t-shirt do homem aranha vestido. Não havia margem para duvidas: ele era um menino. Mas mesmo que houvesse, o facto de a Sra estar sempre a dizer "não mexas ai Tomás" ajudaria logo a dissipa-las.

 

Nós, na montra - que não é fechada - temos uma espécie de degraus. No degrau mais baixo colocamos os adereços para a montra - manequim, expositores, etc - e no degrau mais acima deixamos livre para as pessoas que vêm a acompanhar poderem sentar-se ou para quem quer provar o calçado poder fazê-lo de forma confortável.

 

Quando as pessoas vêm com crianças rara é a vez que não as mandem ficar ali sentados quietinhos. O problema é mantê-los quietinhos com tanta coisa gira atrás deles para mexer. Eu estou sempre especialmente atenta para ver se eles não mexem na manequim porque ela é frágil e se cair é bem capaz de de estragar e magoar quem está por perto.

 

Como seria de esperar este menino também foi mandado sentar naquele degrau. Como seria de esperar, também ele quis mexer nas coisas da montra.

 

- Não toques ai querido. A menina cai e fazes dói-dói!

 

Quando disse a menina, falava obviamente da manequim. À muito que optei por dizer menina quando falo com crianças porque é mais fácil eles perceberam do que é que eu estou a falar e, ao mesmo tempo, acho que ficam com medo de magoar uma menina e param quietos. Grave é quando os adultos não percebem que estamos a falar sobre a manequim e não sobre a criança, como foi o caso desta cliente:

 

- Menina? Menina?! Não vê que é um rapaz? Olhe lá bem para ele, é um rapaz! Não vê?!

 

Nunca vi ninguém tão ofendido com uma coisa que nem era real. Ainda tentei explicar-lhe mas a cliente ficou tão furiosa que nem sequer me estava a dar ouvidos 

28
Ago17

Isto há com cada um... #22

- Menina, precisam de alguém para trabalhar?

- Lamento mas não. Se precisássemos daríamos preferência a Sras mas de qualquer das formas, a loja é pequenina e recente por isso ainda não temos necessidade de contratar.

- Então poderia deixar-me um carimbo aqui na folha?

- Isso tem que ser o patrão a assinar. Se puder deixar a folha e vir busca-la amanhã não há problema.

- Sabe é que eu não sou de cá. Moro a 250 km daqui. Vim aqui à zona e estou a aproveitar para pedir carimbos.

- Pois, eu compreendo mas como nós não temos carimbo da loja, tem que ser mesmo o patrão a assinar para ter alguma validade.

- Não tem carimbo? Como é que uma loja não tem carimbo? Sabe que o carimbo é obrigatório para qualquer empresa com porta aberta?!

- Sei. Perfeitamente. Mas ai está, qualquer empresa! Acabei de lhe dizer que é uma loja pequena e recente, como tal não iniciou como empresa. Dai não ter obrigatoriedade de carimbo.

- Ah, sendo assim...

 

Então mas vem pedir um favor e ainda começa com reclamações e insinuações? E no fim, quando lhe mostro que não tem razão vai simplesmente embora com um "sendo assim"? Nem um "obrigada", nem um "peço desculpa"? 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram