Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Cherry

02
Jun17

Às vezes acho que sou uma pessoa má

Principalmente quando vêm pedir ou tentar vender coisas em nome de associações de solidariedade.

 

Mas tudo isso tem um porquê!

 

À uns anos, estava eu a trabalhar no escritório, quando recebo um telefonema de uma associação (já não me recordo qual), a pedir donativos para uma criança que estava ao cuidado deles. O menino tinha graves problemas de saúde e a associação estava a pedir ajuda para financiar o internamento e os tratamentos.

 

Eu, sendo um coração mole, disse-lhes que estava interessada em doar algum dinheiro para ajudar. Já não sei exatamente quando doei mas sei que eles depois até enviaram um postal de agradecimento e o recibo do donativo para deduzir no IRS.

 

Fiquei genuinamente feliz por ajudar. De poder fazer diferença na vida daquele menino.

 

Entretanto, passado cerca de um mês a associação voltou a ligar para o escritório. Dessa vez, infelizmente, eu não tinha possibilidade de ajudar porque tinha o carro na oficina com poucas perspetivas de arranjo (ou seja, tinha que comprar outro). Expliquei à Sra a situação e ela compreendeu. Mas não por muito tempo porque naquele mesmo mês ligou mais duas vezes a perguntar por mim.

 

À quarta vez, já cansada de lhes explicar que não teria possibilidades de ajudar disse, bruscamente, que não podia mesmo. A resposta do outro lado ditou toda a minha visão sobre este tipo de associações. Isto porque a Sra respondeu

 

Não me diga que 10€ fariam assim tanta diferença no seu orçamento!

 

Embora não esteja orgulhosa da minha resposta seguinte foi a única que me ocorreu para lhe dar perante este comentário. Assim que a Sra disse esta pérola, respondi de imediato "Faz! E pode dar-se por satisfeita por não estar eu neste momento a pedir-lhe ajuda!"

 

Quando desliguei a minha colega disse-me que por situações desta e por outras é que só contribuía quando fazem atividades de angariação de fundos onde ela possa estar presente para poder fazer o donativo diretamente à família que necessita de ajuda, sem passar por associações ou por organizadores.

 

Acho que foi nesse momento que eu própria decidi que faria o mesmo!

 

O que é certo é que me aperta o coração sempre que tenho que dizer que não a alguém. "Não quero contribuir" "Não quero comprar" "Não estou interessada". Sinto que, muitas das vezes, poderia fazer a diferença novamente no entanto lembro-me sempre do comentário daquela Sra e contenho-me.

 

E vocês, como fazem nestas situações? Contribuem sempre o também são mais criteriosos nas doações?

 

Claro que há sempre exceções à regra, como é o caso dos bombeiros, por exemplo.

01
Jun17

Isto há com cada um... #6

Só me pergunto o que leva as pessoas a entrar na loja para dizer que não levam nada e voltam logo a sair. É que não ficam nem dois minutos dentro da loja. E nem sequer passam da entrada! 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Pág. 14/14

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram