Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Cherry

20
Out17

"Preparem-se que vai ser fresca!"

Esta foi a frase que marcou toda a ecografia de ontem 

 

Ontem foi dia da ecografia das 22 semanas. Acho que não dormia bem à uma semana com a ansiedade de ter a certeza que a herdeira estava bem e que tudo estava a evoluir na normalidade 

 

Cheguei à clínica à hora marcada para fazer o eletrocardiograma. Fui logo chamada e, 5 minutos depois de estar deitada, informaram-me que está tudo perfeito e que não havia motivos para preocupações. "Já posso respirar um bocadinho de alivio", pensei eu. Faltava a ecografia.

 

- Pode ir dar uma voltinha que a sua ecografia ainda vai demorar um bocado.

- Vai?

- Sim, sabe que o Dr atrasa-se sempre...

- Sim, mas o eletrocardiograma e a ecografia foram marcadas para a mesma hora já por causa dos atrasos do Dr.

- Pois, mesmo assim vai atrasar-se um bocado. Pode ir dar uma voltinha e esteja aqui lá para as 12h.

- 12h? A ecografia estava marcada para as 10h!

- Pois...

 

Já não me bastava andar tão ansiosa e ainda tinha que esperar mais 2h. Enfim, fomos dar uma volta a pé para fazer tempo. Às 11:45h estava de volta à clínica. - Nota-se muito que estava mesmo ansiosa? - "Ainda vai demorar mais um bocadinho..." disse-me a rececionista assim que entramos.

 

1h depois lá o meu nome foi chamado. Assim que entrei o Dr pediu imensas desculpas pela demora e justificou dizendo que tinha sido um dia de ecografias difíceis e, por isso, mais demoradas.

"Ai ai ai. Ecografias difíceis?" O meu coração disparou logo com essa ideia! 

Ainda a uns meses nem sequer pensava em ter filhotes e agora stresso só porque o Dr dizer que foi um dia de ecografias difíceis  Sentimentos são uma coisa tramada!

 

Deitei-me e começamos de imediato.

Assim que o Dr colocou o gel e a sonda na minha barriga era ver a Nô a remexer-se para todo o lado. Parecia que estava ligada à luz 

Desde a primeira ecografia que ela tem sempre as mãozinhas bem abertas e levantadas, que é um regalo. No entanto ontem nem isso acontecia  O Dr fazia pressão de um lado da barriga e nada, fazia pressão do outro lado da barriga e continuava a não querer mostrar as mãozinhas, voltava a fazer pressão e a resposta era a mesma. Uma meia hora depois de estar deitada, já com uma dor nas costas que não me aguentava, o Dr diz:

 

- Preparem-se que vai ser fresca!

- Está tudo bem?

- Do que consigo ver sim. Ela é está teimosa hoje e que não quer mostrar as mãozinhas...

- Oh.

- Fazemos assim, vai esvaziar a bexiga e depois anda ali um bocadinho no corredor para ver se ela muda de posição que eu já a chamo.

 

E lá fomos nós andar uns 5 minutos de um lado para o outro no corredor.

Quando fomos chamados de volta já dava para ver mais qualquer coisita. Pouco mas qualquer coisita. O Dr já suspirava, coitado. Ainda assim, com paciência, conseguiu ver as mãozinhas e contar os dedos e as falanges. Tinha que ser rápido porque ela mudava logo de posição, mas conseguiu  Deu mais umas voltas com a sonda e conseguiu ainda ver alguns órgãos e a cabecita. "Normal", "Normal", "Normal". - nunca gostei tanto da palavra "normal" como agora 

 

Quando foi para ir ver os pézinhos e confirmar o sexo da menina, foi outro filme! Estava eu a sentir os pontapés na minha barriga e ao mesmo tempo que estava a ver ela no ecrã a dá-los  Podia ficar ali o dia todo deitada a assistir aquilo!  mas o Dr precisava de ver os pézinhos e nada de conseguir 

 

- Vocês já almoçaram? - perguntou o Dr já perto das 14h.

- Não.

- Eu também não e a vossa menina não está a querer deixar ver nada novamente. Importam-se de fazer um intervalo e voltar depois de almoço para continuarmos?

- Não, não há problema!

- Eu prefiro que assim seja do que estar aqui a tentar adivinhar o que não vejo. Pode ser que depois de almoço ela esteja mais disposta a mostrar alguma coisa.

 

Lá fomos nós almoçar a um cafézinho ali perto e meia hora depois estávamos de volta à clínica.

 

Voltei a deitar-me e recomeçamos.

A Dª Nô, de barriguinha cheia, já colaborou mais um bocadinho e lá deixou ver os pézinhos e confirmar que era uma menina 100% normal 

 

- Não sei a quem sai mas vai ser uma menina alta!

- Sai à mãe.

- Tem as perninhas bem compridas.

 

Isso justifica o porquê de levar tantos pontapés. É preciso muito espaço para umas perninhas compridas 

 

 

No fim, como presente para ambos, o Dr tirou duas fotos maiorzinhas em 4D da carinha dela  claro que ela não queria colaborar muito e colocou uma mãozinha fechada a tapar um dos lados da cara  mas mesmo assim foi o suficiente para nos derretermos todos 

 

Agora sim já posso dormir descansada  e foi o que fiz assim que cheguei a casa  às 17h estava completamente ferrada a dormir no sofá a recuperar de uma semana mal dormida 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

4 comentários

Comentar post

Sigam-me

Mais sobre mim

Calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
Quando tudo começou
- 08/05/2017 -

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Segue a Tendência

no Facebook

no Instagram